14 de dez de 2012

Sigilo e Ética Profissional


Sigilo e Ética Profissional

Na sociedade humana a vida implica atos, fatos e outras ocorrências que necessitam ser mantidos em sigilo por questões de proteção individual. Na área da saúde, o segredo profissional requer proteção ainda maior e apresenta grande utilidade prática e social, na medida em que relaciona obrigatoriedade legal e postulados morais que devem ser cumpridos. Pertencente a um indivíduo de que os profissionais tomam conhecimento durante o exercício da sua profissão. Um indivíduo tem direito a que todas as informações que lhe pertencem sejam mantidas em segredo, em confidencialidade, assegurando assim os seus interesses. O privilégio do segredo é concedido pela lei, segundo a qual a violação do segredo profissional é considerada um ato punível.

O conceito de sigilo profissional tem evoluído ao longo dos tempos. Durante o período Hipocrático, não era considerado como um direito do paciente, mas antes um dever do médico, no entanto, estava sujeito a um processo de "blindagem" forte, pelo que se equiparava ao segredo da confissão. Não existiam neste período quaisquer bases jurídicas capazes de proteger o doente. Durante o século XIX, houve um gradual processo de desconstrução da blindagem existente até aí, aproximando-se o sigilo profissional da esfera jurídica, pelo que poderia ser facilmente revogado sempre que qualquer autoridade o pretendesse. No século XX emerge uma nova preocupação pela proteção do sigilo profissional, passando a estar consagrado no âmbito do direito do cidadão (não apenas como dever do profissional), sendo protegido na constituição da República Portuguesa, Convenção sobre os direitos do Homem, e vários códigos deontológicos, bem como no código Civil e Penal. 

Desta forma a defesa do sigilo profissional passa a ser tanto um direito como um dever. Transcende também a esfera médica, pelo que ficam obrigados a respeitá-lo todo o pessoal com acesso direto ou indireto a informação de carácter confidencial, devido à sua profissão/função. Absoluto sigilo sobre assuntos e documentos que lhe são confiados, dados sigilosos da empresa e do chefe, sua conduta deve ser pautada o código de ética do profissional de secretariado.

Artigo Código de Ética Sigilo, Capítulo IV


Do Sigilo Profissional Art.6º. – A Secretária e o Secretário, no exercício de sua profissão, deve guardar absoluto sigilo sobre assuntos e documentos que lhe são confiados.Art.7º. – É vedado ao Profissional assinar documentos que possam resultar em comprometer a dignidade profissional da categoria. 

No ambiente de trabalho


As atitudes dos profissionais em relação às questões éticas podem ser a diferença entre o seu sucesso e o seu fracasso. 

  • Honestidade no trabalho.
  • Lealdade para com a organização.
  • Formação de uma consciência profissional.
  • Execução do trabalho nos mais alto nível de rendimento.
  • Respeito à dignidade da pessoa humana.
  • Segredo profissional.
  • Discrição no exercício da profissão.
  • Prestação de constas ao superior imediato.
  • Observação das normas administrativas da organização.
  • Tratamento cortês e respeitoso a superiores, colegas e subordinados hierárquicos.
  • Apoio a esforços para aperfeiçoamento da profissão.



A reflexão sobre a Ética é definida como a ciências da moral. Mas na terminologia da técnica profissional, é o vocábulo usado, sob a norma de conduta do profissional no desempenho de suas atividades e em suas relações com o cliente e todas as demais pessoas  com que possa ter trato.

Ao assumirmos uma profissão, com ela também a responsabilidade desta prática profissional. 


Generosidade cooperação postura pró - ativa


Conjunto de comportamentos e normas que costumamos aceitar como válidos, a moral independe de fronteiras geográficas e são as regras assumidas pelo individuo para garantir o seu bem viver e garantir também a identidade entre pessoas que sequer se conhecem, mas utilizam o mesmo referencial comum. 

É o estudo geral do que é bom ou mau, correto ou incorreto, justo ou injusto, adequado ou inadequado. 
Um dos objetivos da Ética é a busca de justificativas para as regras propostas pela Moral e pelo Direito. Ela é diferente de ambos - Moral e Direito - pois não estabelece regras. Esta reflexão sobre a ação humana é que caracteriza a Ética. 

Ética é a parte da filosofia dedicada aos estudos dos valores morais e princípios ideais do comportamento humano.A palavra "ética" é derivada do grego significa aquilo que pertence ao caráter.Ética pode ser definida como a ciência que estuda a conduta humana e a moral é a qualidade desta conduta, quando julga-se do ponto de vista do Bem e do Mal.


Como manter o comportamento ético no seu dia-a-dia profissional

Algumas ações éticas são específicas para se obter sucesso na carreira corporativa. As empresas deveriam ter manuais de ética para instruir seus funcionários, e, mesmo quando elas se preocupam em elaborar uma publicação, os colaboradores não o leem e nem dão a devida importância aos comportamentos éticos. De qualquer forma, veja algumas dicas de como um profissional pode manter o comportamento ético:

  • Seja honesto e transparente em qualquer situação; Coloque-se no lugar das outras pessoas, C Muitas ideias aparentemente absurdas podem ser a solução para um problema. Outras podem não ser a melhor resolução, mas podem solucioná-lo; 
  • Nunca faça algo que você não possa fazer com qualquer pessoa da empresa (do faxineiro ao presidente) e que não possa assumir em público; 
  • Ao receber brindes ou presentes de clientes ou fornecedores, informe-se sobre os procedimentos e limites da sua empresa para estes casos e siga a regra; 
  • Dê crédito a quem merece, elogie com mais frequência, divida seu sucesso com a equipe. 
  • Reconheça autores de novas ideias – isso refletirá positivamente em sua imagem; 
  • Evite criticar os colegas de trabalho na frente de outras pessoas ou culpar colegas pelas costas. Se tiver um comentário a fazer sobre a ação ou atitude de alguém, faça-o em particular, diretamente para a pessoa; 
  • Se falou, cumpra. Evite prometer o que você não sabe se poderá cumprir. Quebrar promessas é dar um tiro em seu marketing pessoal; 

Tenha seus valores pessoais muito claros e aja de acordo com seus princípios. Assuma suas decisões, mesmo que isso o coloque em situações de antagonismo. Se você estiver em uma empresa cujos valores são parecidos com os seus, isso não deverá ocorrer. 


Origem da palavra ética


A palavra ética é de origem grega derivada de ethos, que diz respeito ao costume, aos hábitos dos homens. Teria sido traduzida em latim por mos ou mores (no plural), sendo essa a origem da palavra moral. 


Mais Conceitos


Uma das possíveis definições de ética seria a de que é uma parte da filosofia (e também pertinente às ciências sociais) que lida com a compreensão das noções e dos princípios que sustentam as bases da moralidade social e da vida individual. Em outras palavras, trata-se de uma reflexão sobre o valor das ações sociais consideradas tanto no âmbito coletivo como no âmbito individual. 

O exercício de um pensamento crítico e reflexivo quanto aos valores e costumes vigentes tem início, na cultura ocidental, na Antiguidade Clássica com os primeiros grandes filósofos, a exemplo de Sócrates, Platão e Aristóteles. Questionadores que eram, propunham uma espécie de “estudo” sobre o que de fato poderia ser compreendido como valores universais a todos os homens, buscando dessa forma ser correto, virtuoso, ético. O pano de fundo ou o contexto histórico nos qual estavam inseridos tais filósofos era o de uma Grécia voltada para a preocupação com a pólis, com a política. 

A ética seria uma reflexão acerca da influência que o código moral estabelecido exerce sobre a nossa subjetividade, e acerca de como lidamos com essas prescrições de conduta, se aceitamos de forma integral ou não esses valores normativos e, dessa forma, até que ponto nós damos o efetivo valor a tais valores. Segundo alguns filósofos, nossas vontades e nossos desejos poderiam ser vistos como um barco à deriva, o qual flutuaria perdido no mar, o que sugere um caráter de inconstância. Essa mesma inconstância tornaria a vida social impossível se nós não tivéssemos alguns valores que permitissem nossa vida em comum, pois teríamos um verdadeiro caos. Logo, é necessário educar nossa vontade, recebendo uma educação (formação) racional, para que dessa forma possamos escolher de forma acertada entre o justo e o injusto, entre o certo e o errado. Assim, a priori, podemos dizer que a ética se dá pela educação da vontade. 

Segundo Marilena Chauí em seu livro Convite à Filosofia (2008), a filosofia moral ou a disciplina denominada ética nasce quando se passa a indagar o que são, de onde vêm e o que valem os costumes. Isto é, nasce quando também se busca compreender o caráter de cada pessoa, isto é, o senso moral e consciência moral individuais. Segundo Chauí, podemos dizer que o Senso Moral é a maneira como avaliamos nossa situação e a dos outros segundo ideias como a de justiça, injustiça, bom e mau. Trata-se dos sentimentos morais. Já com relação à Consciência Moral, Chauí afirma que esta, por sua vez, não se trata apenas dos sentimentos morais, mas se refere também a avaliações de conduta que nos levam a tomar decisões por nós mesmos, a agir em conformidade com elas e a responder por elas perante os outros. Isso significa ser responsável pelas consequências de nossos atos. 

Assim, tanto o senso moral como a consciência moral vão ajudar no processo de educação de nossa vontade. O senso moral e a consciência moral tem como pressuposto fundamental a ideia de um agente moral, o qual é assumido por cada um de nós. Enquanto agente moral, o indivíduo colocará em prática seu senso e consciência, pois são importantes para a vida em grupo entre vários outros agentes morais. Logo, o agente moral deve colocar em prática sua autonomia enquanto indivíduo, pois aquele que possui uma postura de passividade apenas aceita influências de qualquer natureza. Assim, consciência e responsabilidade são condições indispensáveis à vida ética ou moralmente correta. 


O que é Ética Profissional


Ética profissional é o conjunto de normas morais pelas quais um indivíduo deve orientar seu comportamento profissional. A Ética é importante em todas as profissões, e para todo ser humano, para que todos possam viver bem em sociedade.

Todos os códigos de ética profissional, trazem em seu texto a maioria dos seguintes princípios: honestidade no trabalho, lealdade na empresa, alto nível de rendimento, respeito a dignidade humana, segredo profissional, observação das normas administrativas da empresa e muitos outros. 

O Código de Ética é um instrumento criado para orientar o desempenho das empresas em suas ações e na interação com seus públicos. Para um envolvimento maior, é importante que a empresa faça um código de ética bem objetivo, para facilitar a compreensão dos seus funcionários.

Além das empresas, a maioria das profissões possuem seu próprio Código de Ética, principalmente em áreas da saúde onde envolve muitas questões éticas como vida, morte, que é o caso de médicos, enfermeiros, psicólogos e etc.

Pesquisa de textos retirados da internet

Eliete Borges

Nenhum comentário:

Postar um comentário